02/11/2012

O CAÇADOR DE VAGA-LUMES - Jurandi Alves Siqueira


                                                  
                     Livro infantojuvenil - Jurandi Alves Siqueira


Ninguém está preparado para os infortúnios da vida, quando de repente eles surgem sem pedir licença. Estrelinha e Leo, jovens vaga-lumes, inexperientes na vida difícil da floresta aprenderam cedo o significado das expressões: “a esperança é a última que morre” e “a união faz a força”. Cada bicho dentro de suas atribuições deu a sua colaboração para o episódio que ocorreu aos jovens vaga-lumes e ainda nos ensinaram que para lidar com o inimigo precisamos conhecer os seus planos e atacá-los de frente. E assim aconteceu com “O Caçador de Vaga-lumes, recebeu a sentença merecida e percebeu que a floresta é um todo e consegue unir recursos para defender-se das mazelas humanas.
                                                                        Sonia Salim

..........................................................................................
Jurandi A. Siqueira é Professor, Contabilista, Escritor, Poeta e Artista.
...................................................................


2 comentários :

  1. Adoro vaga-lumes. Faz parte do meu imaginário de felicidade uma noite romântica ao som e brilho de alguns deles, sob o céu estrelado. Ai, ai...

    ResponderExcluir
  2. Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
    Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
    Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
    Deixo a minha benção e a paz de Jesus.

    ResponderExcluir

Faço a moderação dos comentários, por isso ao enviar sua mensagem, aguarde pela aprovação. Comentários ANÔNIMOS ou com links NÃO serão publicados. Lembre-se de assinar!

Grata

Sonia Salim