14/06/2018

O MILAGRE DA MANHÃ - Hal Elrod





O autor do livro, O MILAGRE DA MANHÃ, Hal Elrod, leva-nos a uma leitura prazerosa, simples e fácil de ser colocada em prática na vida cotidiana. Ele conta a própria experiência, os momentos de superação, os caminhos que o levaram ao sucesso e nos motiva à mudança de comportamentos para alcançarmos o melhor de nós mesmos. Aproveitar o período da manhã para dinamizar o tempo é muito importante. Iniciar o dia com energia nos proporciona bem-estar e alegria. A experiência de transformar os nossos velhos hábitos em outros melhores traz uma sensação de liberdade indescritível que pode impactar também a vida de outras pessoas. É preciso dar o primeiro passo e a leitura nos impulsionar a realizar o movimento necessário à concretização dos nossos planos e sonhos. As pessoas com horários menos flexíveis também podem se beneficiar do “O milagre da manhã” que não é nada engessado, cada pessoa dentro da sua realidade, envolvida na construção de objetivos definidos, encontra o seu caminho ideal. É preciso comprometer-se e nada mais.  






30/05/2018

Paixão fatal





A sua maneira de olhar
Quem não se apaixonaria?
Inteligência, sagacidade, perspicácia
O amor à flor da pele
A jovialidade entrelaçada à maturidade
Encontros marcados
coragem e medo se misturam
o tempero da paixão
Desejam aprisionar os seus passos
Mas você nasceu para a liberdade
o risco da leitura e o conhecimento
Impossível não ver o desenrolar do futuro em você
Entretanto, paixões e ódios explodem
Amigos, inimigos ou admiradores
de uma alma ambiciosa, fria, calculista
Máscara ou realidade?
A sociedade tem voz e grita
contra a sua personalidade inquietante
amante das páginas dos livros diversos
põe o mundo a seus pés
cede lugar à paixão
e o leva à condenação


_____________________________________________________

Poema inspirado no livro O VERMELHO E O NEGRO, Stendhal. 

Leitura feita no CLIc - Clube de Leitura Icaraí. 

______________________________________________________





01/05/2018

Marmita





A primeira vez que eu vi uma marmita foi na infância, há cinco décadas, quando os trabalhadores rurais levavam as suas para o trabalho e víamos quando eles se alimentavam na hora do almoço. Era comida de verdade: arroz, feijão, angu, verduras, legumes, ovos, carne de galinha e porco. Não tinham acesso a produtos industrializados da cidade com a freqüência e na  quantidade que nós temos nos dias atuais.

Eu já comi de marmita quando morava na zona rural e tinha de estudar na cidade que ficava um pouco distante.

Hoje elas continuam entre nós cumprindo o propósito de acondicionar alimentos que vão nutrir o corpo. Objetivos semelhantes envolvendo aspectos individuais.


Então, levar o alimento na marmita para a escola, trabalho, faculdade, não é modismo. Para evitar os produtos da indústria e comermos de forma equilibrada e saudável, fora de casa ou no trabalho, precisamos, às vezes, recorrer às marmitas que estão cada vez mais modernas e bonitas. O alimento a colocar dentro delas deverá ser, sempre que possível, de acordo com a prescrição do nutricionista obedecendo a individualidade de cada pessoa. 




Eu trouxe algumas marmitas para vocês verem que é simples e prático manter qualquer dieta, basta se organizar previamente para que tudo dê certo.