04/11/16

Um fio de vida




Sinto-me como se não houvesse o amanhã
angustiada, alienada, sem chão
Olho ao redor, só vejo escuridão
O próximo passo é o abismo
buraco negro, extenso, sem fundo
todas as emoções convergem para as dores
imensas, intensas
Este é o pano de fundo
embora haja pontos de luz no horizonte
alguns indecifráveis, inatingíveis
A vida por um fio
uma gota na imensidão
quase morte, tudo ou nada
Uma mão se estende, o amigo
a salvação, o sabor, a luz
dissipam-se as trevas
surge a esperança
eu estou aqui... ainda há vida

Sonia Salim

19/09/16

10/06/16

Zezé Pedroza no Salão Nobre da Câmara Municipal de Niterói




Discurso da escritora Zezé Pedroza no lançamento do livro Vidas em Chamas



Antes de tudo agradeço a Deus pela vida. Faltam-me palavras para agradecer a presença de todos os senhores aqui. Agradeço ao colo de minha cidade natal, Niterói, aqui eu estudei e ao aconchego de São Gonçalo, onde fui morar com meus pais aos oito anos de idade. A nossa humilde casa tem história; é tombada pelo patrimônio histórico do meu coração. "E mãe, onde quer que esteja receba esta homenagem porque foste culpada de toda a minha felicidade". Foi ela quem me ensinou superar as dores e cicatrizes que o incêndio do circo me deixou para sempre e hoje, eu escrevi o antes e depois de nossas vidas, porque nunca abandonei o sonho de estar aqui hoje. Quero que saibam dos pais maravilhosos que eu tive. Amigos antigos lembram do nosso amor. Meu agradecimento: Ao saudoso Dr. Jacy Conti de Alvarenga, cirurgião plástico, incansável na minha recuperação. Ao Vanderlei Sadrack meu editor da Editora Kimera que possibilitou a realização de um sonho acalentado há vinte anos. Ao Sr. Rubens Carrilho Fernandes Câmara e equipe de funcionários aqui da câmara que me proporcionaram esse momento único. O meu carinho à Labouré Lima, jornalista, escritora e editora, por tanta atenção todas as vezes que a recorri. Ao Clube de Leitura Icaraí pelas leituras de meus mini contos. Ao blog Adornando a vida, de Sonia Salim, Jornal São Gonçalo, O Fluminense, a Tv Record, MárioSaldanhaleiland Saldanha na assessoria, I love produções com Vitor na produção. Às escolas : Ciep 408 de Trindade S. Gonçalo, Educandário Cecília Pinheiro de Vila  Brasil em Itaboraí, Ciep 240 do Bairro Almerinda. Aos amigos e parentes pelo apoio na divulgação. E principalmente... o meu muito obrigado... à minha família ...por tanta felicidade. Obrigada!

03/06/16

Entrevista com Zezé Pedroza - autora do romance Vidas em Chamas









Adornando a vida: Zezé Pedroza, sabemos que você já participou de algumas antologias e agora está lançando o seu primeiro romance, Vidas em Chamas. Sem desvendar os segredos, o que o leitor vai encontrar no seu livro dentro dos temas emergentes na sociedade?

Zezé Pedroza: O leitor encontrará motivos para superar as dificuldades da vida sem amargor e aprendendo a ser feliz apesar de tudo.


AV: Provavelmente o cenário está permeado de grandes dores porque a história acontece entre as chamas de um circo. O seu livro será alvo de reflexão para professores, psicopedagogos, psicólogos, pastores e os diversos seguimentos profissionais?

ZP: Sim, a história atinge todas as classes profissionais.


AV: Na tragédia do Gran Circus Norte-Americano há mais de 50 anos, na cidade de Niterói, onde você sofreu graves queimaduras pela presença naquele espetáculo; foram as lembranças deste fato que levou você a escrever Vida em Chamas

ZP: Sim. As lembranças do incêndio gravadas em minha mente me obrigaram a escrever. Essa foi uma forma de me curar para sempre, quero dizer que hoje eu não mais sofro com elas. 



Adquira o seu livro na Editora Kimera


AV: Na primeira página você faz agradecimentos ao cirurgião plástico, o Dr. Jacy C. de Alvarenga que foi responsável pelas diversas intervenções cirúrgicas feitas em todo o seu corpo. Fale um pouco da importância dele na sua recuperação.

ZP: O Dr. Jacy Conti de Alvarenga, abaixo de Deus foi responsável pela minha recuperação, auxiliado pelo amor de minha incansável mãe. Dr. Jacy só confiava na minha mãe para dar a minha medicação e dar as informações do meu dia a dia enquanto internada durante os oito meses no Hospital dos Marítimos situado em Niterói, no mesmo onde nasci.


AV: Zezé, nós desejamos que o seu livro traga muitos questionamentos e sucesso. Deixe uma mensagem para os leitores do Vidas em Chamas.

ZP: O meu objetivo é de ajudar muitas pessoas que esmorecem na vida por tão pouco e muitas vezes por motivos fúteis, não lutam pelos seus sonhos, se deixam abater por uma simples palavra “não”. Viram o quanto eu passei e muitas pessoas já passaram! Não desanimem com os obstáculos que são normais na vida de qualquer ser humano. E lembre-se sempre que se está lá no fundo do poço a solução não é enterrar-se e sim dar um pulo para o alto e para a frente. A hora é agora! Para nós mulheres eu deixo a seguinte frase: A lágrima de uma mulher é preciosa demais para ser derramada à toa. Reflita! 


MiniContos da Zezé Pedroza no Clube de Leitura Icaraí

Página no Facebook Vidas em Chamas 

Siga a escritora no Twitter