03/06/16

Entrevista com Zezé Pedroza - autora do romance Vidas em Chamas









Adornando a vida: Zezé Pedroza, sabemos que você já participou de algumas antologias e agora está lançando o seu primeiro romance, Vidas em Chamas. Sem desvendar os segredos, o que o leitor vai encontrar no seu livro dentro dos temas emergentes na sociedade?

Zezé Pedroza: O leitor encontrará motivos para superar as dificuldades da vida sem amargor e aprendendo a ser feliz apesar de tudo.


AV: Provavelmente o cenário está permeado de grandes dores porque a história acontece entre as chamas de um circo. O seu livro será alvo de reflexão para professores, psicopedagogos, psicólogos, pastores e os diversos seguimentos profissionais?

ZP: Sim, a história atinge todas as classes profissionais.


AV: Na tragédia do Gran Circus Norte-Americano há mais de 50 anos, na cidade de Niterói, onde você sofreu graves queimaduras pela presença naquele espetáculo; foram as lembranças deste fato que levou você a escrever Vida em Chamas

ZP: Sim. As lembranças do incêndio gravadas em minha mente me obrigaram a escrever. Essa foi uma forma de me curar para sempre, quero dizer que hoje eu não mais sofro com elas. 



Adquira o seu livro na Editora Kimera


AV: Na primeira página você faz agradecimentos ao cirurgião plástico, o Dr. Jacy C. de Alvarenga que foi responsável pelas diversas intervenções cirúrgicas feitas em todo o seu corpo. Fale um pouco da importância dele na sua recuperação.

ZP: O Dr. Jacy Conti de Alvarenga, abaixo de Deus foi responsável pela minha recuperação, auxiliado pelo amor de minha incansável mãe. Dr. Jacy só confiava na minha mãe para dar a minha medicação e dar as informações do meu dia a dia enquanto internada durante os oito meses no Hospital dos Marítimos situado em Niterói, no mesmo onde nasci.


AV: Zezé, nós desejamos que o seu livro traga muitos questionamentos e sucesso. Deixe uma mensagem para os leitores do Vidas em Chamas.

ZP: O meu objetivo é de ajudar muitas pessoas que esmorecem na vida por tão pouco e muitas vezes por motivos fúteis, não lutam pelos seus sonhos, se deixam abater por uma simples palavra “não”. Viram o quanto eu passei e muitas pessoas já passaram! Não desanimem com os obstáculos que são normais na vida de qualquer ser humano. E lembre-se sempre que se está lá no fundo do poço a solução não é enterrar-se e sim dar um pulo para o alto e para a frente. A hora é agora! Para nós mulheres eu deixo a seguinte frase: A lágrima de uma mulher é preciosa demais para ser derramada à toa. Reflita! 


MiniContos da Zezé Pedroza no Clube de Leitura Icaraí

Página no Facebook Vidas em Chamas 

Siga a escritora no Twitter



10/05/16

Paleo/LowCab como estilo de vida - 2 anos



Perdendo o medo das boas gorduras e eliminando o glúten, açúcar e a maior parte dos industrializados do dia a dia as pessoas estão recuperando a saúde e emagrecendo. Você não acredita? Ah, que pena... eu sinto muito. Eu estou amando este estilo de vida! 




Eu trouxe apenas algumas dicas das mais simples possíveis, mas você pode elaborar os alimentos, ousar nos pratos.   







Abacate, creme de leite e amora.

Chocolate mais de 70%


Inicie nestas leituras:

Por que engordamos e o que fazer para evitar - Gary Taubes
         Barriga de Trigo - William Davis