20/01/2019

Quem mexeu no meu queijo?





Quem mexeu no meu queijo – Spencer Johnson, M. D. 


Você é resistente a mudanças na carreira, ou a qualquer outro setor da vida? Aprenda neste livro a ser flexível e aceitar as mudanças o mais rápido possível para o seu próprio bem. Isso vai trazer bem-estar e felicidade. É uma leitura rápida e prazerosa que vai impactar você por muito tempo e evitar o perigo de ficar parado na zona de conforto. Resistir não é o melhor caminho. Entregue-se ao novo e seja feliz! 





06/01/2019

A Coragem de Criar - Rollo May





“A coragem é necessária para que o homem possa ser e vir a ser.” Rollo May
Rollo May inicia definindo “coragem” em suas várias formas descrevendo-a citando vários autores como: Kierkegaard, Nietzsche, Sartre... Para ele, a coragem criativa é a mais importante forma de coragem, pois é através dela que uma nova sociedade, um mundo novo podem ser construídos.
“A necessidade de coragem criativa é proporcional ao grau de mudança.”
É através dos artistas, os mais variados, que tudo isso inicia porque expressam, “vivem o que imaginam”, e nós recriamos ao apreciarmos as obras. A capacidade de comunicação dos artistas oferece ao público uma visão do que está acontecendo ou noções vindouras.
“Criar é querer ser imortal.”
O homem para além da morte reflete os objetivos da arte criativa. Há de se travar um embate com a morte e vencê-la a cada impulso do ato criativo.
May não concorda que a criatividade seja produto da neurose, mesmo reconhecendo alguns casos que evidenciaram associação a problemas psicológicos: Vincent van Gogh, Gauguin, Virginia Woolf.
“Não podemos, portanto, aceitar a pressuposição, seja lá como se apresente, de que o talento é uma doença e a criatividade uma neurose.”
“Se quisermos compreender a natureza psicológica e espiritual de uma época, observemos longa e minuciosamente a sua arte.”
“A exploração dos fenômenos do inconsciente relaciona-se de modo fascinante com a criatividade.”
Às vezes o inconsciente se sobrepõe ao pensamento em momentos que a pessoa dá uma pausa no trabalho fornecendo dados importantes e, às vezes, contraditórios para um renovo total, uma mudança de paradigma, novidade de vida.
Na sua totalidade o livro é maravilhoso, cada frase, motivo de aprendizagem e chamado à criação, seja em qualquer setor que a pessoa esteja, sempre terá angústia, sempre terá a “coragem e a liberdade" dando espaço à criatividade.



01/01/2019

Leituras 2019





Vamos começar as leituras em 2019? 



1  -  Como o Google funciona – Eric Schmidt e Jonathan Rosenberg – Com Alan Eagle  
2  -  Ser Mais Pessoa  -  Uma Leitura de Otto Rank  -  Julio Roberto Costa
3  -  Quem mexeu no meu queijo? Spencer Johnson, M. D.  – ( reli )
4  -  Subliminar  -  Leonard Mlodinow
5  -  O Andar do Bêbado  -  Leonar Mlodinow
6  -  Tratado de Fisiologia Médica  -  Guyton e Hall   -  ( lendo...)





31/12/2018

Egoísmo





Espaço vazio
O ócio da aposentadoria
deixou-me assim
Perdoa-me, não é isso...
Sinto a sua falta
Na memória, os seus movimentos
palavras, momentos
Na garganta, um nó
Lágrimas nos olhos
Eu pensei só em mim
Num futuro que não veio
que não vivi
Eu fui egoísta
A morte a levou... esta palavra forte
assim, sem dizer nada
Doçura no olhar
sensibilidade nas palavras
Eu queria ter sido mais intenso
como se vivesse o último dia da vida
e quisesse aproveitar tudo
mas não foi possível 




Inspirei-me na leitura do livro, A TRÉGUA, Mario Benedetti, no Clube de Leitura Icaraí


A TRÉGUA, Mario Benedetti